quinta-feira, 25 de agosto de 2016

CROSSED + 100 A NOS # EXTRAS

Como feito em Providence, Crossed + Cem Anos possui variadas referências e citações que se fazem necessárias. Blogs estrangeiros logo se adiantaram a listar essas citações, o que traduzo os tópicos mais relevantes aqui.

Em Crossed + Cem Anos, há um ponto bem diferente de Providence: o vocabulário. Moore considerou que uma sociedade que passou por cem anos de um “pós-apocalipse” já teria inventado várias “gírias”, o que me levou a um dilema: mantê-las no original, ou “traduzi-las”? Preferi a segunda opção, colocando seu significado nesta parte, junto com as citações. 

Não leia esta lista se ainda não tiver lido Crossed + Cem Anos #01!

Cliquem em "Expandir postagem" logo abaixo e boa leitura!



CAPA
Há livros de Dan Brown (Código Da Vinci),Herman Neville (Moby Dick), Stephen King (Torre Negra) 1984, Asimov, Lord of the Stars, Senhor dos Anéis e outros. Há até um que parece ser Watchmen. 


CAPAS VARIANTES
Capa “Futuro”
 Esta é baseada na primeira edição da novela de ficção científica Ralph 124C 41+, de Hugo Gernsback. Mais adiante falo sobre esta obra.

PÁGINA 1
Quadro 1
Pode-se perceber que o prédio é um Starbucks abandonado.



Quadro 6
“filme” (no original “movie” [filme], é uma gíria que significa “maneiro”, legal”.

PÁGINA 2
Quadro 1
“AOS” – no original AFAWK” , é uma sigla pra “as far as we know”[até onde sabemos]. Mantive a abreviação.
“ficção desejosa” – no original, “wishful fiction”, é como eles chamam ficção científica nesse futuro.
O título da história, “124C41+”, é alusão ao conto de ficção científica de Hugo Gernsback. Publicado em abril de 1911, é considerado um dos primeiros contos do estilo. O título é homófono a expressão “one to foresee for one another” [um a ser previsto por outro].


PÁGINA 3
Q1
“Tullahoma” e “Chooga” remetem as cidades Tullahoma e Chattanooga, respectivamente, no estado do Tennesee. As outras cidades citadas na história (Jackson, Columbia, Lewisburg, Murfeesboro,  Soddy-Daisy) são próximas, e podem ser vistas num Google maps. 



Q2
“coração” – “heart”, no original; amar.
Q3
“surpresa” – é como o povo chama nesse mundo o início da praga de Crossed, iniciada em 2008.


PÁGINA 4
Q3
“movimento chunk” – o termo “chunk” significa uma mistura de crack com bebida (crack + drunk); também é conhecido como um segmento do movimento Hip-Hop, inclusive originário da região onde se passa a história.  Contudo, aqui tornou-se um movimento religioso.
Q4
Leitores apontam que o tipo de transição de cena como esta (plano aberto no último quadro) foi muito utilizado por Moore em Watchmen; isto unido ao fato de a narração ser centrada em Future contando a história em um diário, como Rorscharch.
“se você pode ler isto, provavelmente é pessoa” é alusão a um famoso adesivo de carro, “se você pode ler isto, está muito próximo”.

PÁGINA 6
Q3
Carigreja – tradução de “churchface; maluco.
Q4
Eles estão diante da Maury County Public Library, em Columbia.



PÁGINA 7
Q2
Obver – original “opsy”; ver.
Q3
Crânio, craniar – original “skull, skulled”; pensar, imaginar, entender.
O livro que Future acha é a Enciclopédia de Ficção Científica de John Clute e Peter Nichols. Há livros de Dan Brown e Lovecraft no meio. Tem até um livro brasileiro, o Espadachim de Carvão, de Affonso Solano.



“Murphreesboro” é outra cidade do Tennesee.
Q4
O livro que Archie ta lendo é “uma breve história do tempo”, de Stephen Hawking.

PÁGINA 8
Q1
Pode-se ver na estante um “Akira”, de Katsuhiro Otomo, e um livro de Paulo Coelho.

PÁGINA 9
Q4
“Mason Dixon” refere-se a linha Mason-Dixon, que separa os estados da Pennsylvania e Maryland.


Q5
“zero-oito”, refere-se à Surpresa, pelo ano em que ela começou (2008).
“Bio-bobbies” são os truques / armadilhas dos Crossed pra matar, como lamber as balas antes de atirá-las, infectando suas vítimas.

PÁGINA 10
Q5
“caipipodres” – no original, “illbillies”. Crossed rurais.

PÁGINA 12
Q4-5

Alleghany é uma cidade de North Virginia, e é onde nasceu Hugo Gersback, por isso Future o considera “Alleghariano”.

PÁGINA 13
Q1
“marca- boca” – no original, “mouth-stain”; batom.
Ao dizer que “obviu como uma ambulância do século passado”, Robbie quer dizer que Foward é pouco cuidadoso, barulhento como uma ambulância passando.
Q2
“gasparzinhos” – original “Caspers”; assombrar, assustar. Alusão a Casper, the frendly ghost (aqui no Brasil, Gasparzinho).



Q3“esfregamos – no original, “mops”; matar (infectados). 

PAGINA 14
Q4
Pessoasdade – no original, “peoplekind”; “humanidade”, mas como no inglês é “mankind”, Moore quis brincar com uma negação de gênero linguístico. 
Q5
Petróleo – no original, “petrol”. “demais, incrível”. 

PÁGINA 15
Q1 
Eles estão diante da First United Methodist Church , localizada na 200 S. Church Street, em Jackson, TN.

Q3
Vivos – no original “lived”. Algo como “um bom achado”, ou no jargão jornalístico, um “furo”. 
Q4
Expechefe – no original “runboss”, chefe de expedição exploratória. 
PÁGINA 19
Q1
Muitos citam semelhanças entre estes lobos e os de Crossed 1 (2008).


PÁGINA 21
Q2
Não, não irei supor que medida de tempo é essa de “trepadas”... mas, claramente é uma medida de tempo.
PÁGINA 22
Q2
“moda-fátua” – no original fashion-o-wisp”; significa “flash in the pan [fogo-fátuo, ou uma expressão de algo que foi muito rápido, num piscar de olhos. Misturando a expressão “fashion” [moda], cheguei ao termo “moda-fátua”, pra aproximar-me da palavra; se eu quisesse me aproximar do significado, poderia traduzir por “piscar de moda”, por exemplo. 
Leitores comentam que a cruz lembra bastante e talvez remeta a da capa de Monstro do Pântano 55.

 

Página 23
Q1
“o-burgueres” são “ostrich burgers” [hambúrgueres de avestruz]. É melhor explicado em edições vindouras da série.
Quadro 4 a 5
“verdadeiro homicida” [true homicide] é o nome de uma revista dos anos 50, que relata casos verídicos de homicidas, e poderia ser de onde foi retirada a foto, mas ela não existia em 2006.


“llas P.D.” supostamente é o Departamento de Polícia de Dallas.
“uana” – no original, “wana”; maconha.

PÁGINA 24
Q2
Horribolas – no original, “horrorballs”; terror.
O “zoom out” desta página fez muitos leitores verem semelhanças com a última página do número 1 de Watchmen.
Até o próximo número.